sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

IVAIPORÃ - Preso Izael Cordeiro, acusado de homicídio

Polícia Militar prendeu Izael Ianischi, acusado de matar a ex-mulher Ariane Jacinty. Uma moça de nome Suzana, irmã do detido, já estava presa acusada do mesmo crime

   A Polícia Militar de Ivaiporã, prendeu neste dia 10 de fevereiro, de 2017, na Avenida Brasil, esquina com a Cornélio Procópio, o Izael Cordeiro Ianischi (foto acima), acusado de um brutal assassinato em Ivaiporã. A prisão foi realizada pelos soldados: Pereira, Fabrício e Júlio. Segundo o Major Sagati, que comanda a 6ª Companhia da Polícia Militar, por volta das 16h30min, uma equipe do serviço reservado, após levantamento de diversas informações que davam conta que o foragido estaria escondido em uma residencia, logrou êxito em localiza-lo. Foi feito contato com as equipes de serviços, que estavam de Plantão, pois também havia informação que o acusado portava um revólver, e assim a prisão foi realizada. Foi também apreendido um revólver Taurus calibre. 38; e 05 munições calibre .38 intactas. No dia 25 de janeiro, de 2016, a Polícia Civil de Ivaiporã, já havia confirmado a prisão de Suzane, que na foto, a direita) aparece ao lado do Delegado Dr. Gustavo Dante. Uma investigação apontou ambos como supostos autores do assassinado de Ariane Paula dos Santos Jacinty, 23 anos, morta no dia 25 de dezembro, Natal de 2016, na frente de um bar no Loteamento Casa Grande, em Ivaiporã. A Polícia Civil afirma que os depoimentos e levantamentos apontam que dois irmãos: Izael Cordeiro Ianischi, de 29 anos, e sua irmã - Suzane Ianischi, seriam os responsáveis pelo homicídio. Inclusive há testemunhas que afirmaram terem visto Suzane entregando a arma para o irmão, que seria os responsável pelos tiros que mataram a jovem mulher. "Apuramos que Izael é ex-convivente de Ariane e tem passagens pela Polícia. Na última vez que foi preso, ela rompeu o relacionamento com o mesmo, o que gerou a discórdia; já Suzane, desconfiava que Ariane tinha um caso com seu ex-amásio, motivos que levaram os dois a cometer o crime", afirmou o Delegado Dr. Gustavo Dante. SOBRE O CRIME - Na noite de Natal, por volta das 22:30 horas, de domingo, dia 25 de dezembro, de 2016, a mulher foi morta a tiros em Ivaiporã, além dela, uma moça também foi baleada. O crime ocorreu no Loteamento Casa Grande, Rua Alfenas, na frente do "Bar Marinaldo", próximo a Quadra de Esportes de uma Creche existente no local. Segundo informações, um homem identificado, com base em relatos de testemunhas, como sendo Izael Cordeiro Ianischi, de 29 anos, teria descido de uma motocicleta preta, e já chegou atirando em Ariane Paula dos Santos Jacinty, 23 anos, que chegava no referido bar. Ela recebeu, pelo menos, quatro tiros e não resistiu. Além de Ariane, a pessoa de Luciana de Oliveira Alves, de 26 anos, também foi atingida com uma bala no abdômen. O homicida fugiu na moto e tendo cobertura de um Gol de cor branca. Por volta das 03:30 da madrugada, de segunda-feira, dia 26 de dezembro, foi localizado o carro abandonado na Avenida Brasil. O veículo foi apreendido como sendo o carro que dava cobertura para o assassino.

3 comentários: